Revista Cobertura

Suhai Seguradora: O Essencial e indispensável

Com cobertura Essencial e Exclusiva para Furto e Roubo, seguradora ocupa lacuna no mercado segurador

Por Tany Souza

Robson Tricarico, Diretor Comercial da Suhai

Arroz com feijão bem temperado. É assim que o diretor comercial, Robson Tricarico, define o seguro Suhai. “O arroz é o furto, o feijão é o roubo e a salsinha, é a nossa assistência 24 horas! Nosso objetivo é atender o mercado não segurado, com um seguro que custa até 80% mais barato que um seguro compreensivo, ou seja, a cobertura essencial que sustenta e que dá condições de uma pessoa de ter o seu veículo protegido sem ter que pagar muito mais por isso”.

Esse produto teoricamente simples, mas diferenciado, nasceu com a expertise da holding de segurança que a seguradora pertence. Em uma pesquisa com esses clientes fora do mercado segurado, para entender o porquê não faziam seguro, é que nasceu a especialização da Suhai. “A resposta mostrou que, por esses veículos terem um risco mais elevado, o preço do seguro ficava muito caro, e por outro lado, as seguradoras tradicionais não ofereciam aceitação pela alta sinistralidade na operação. Esses clientes afirmaram ainda que se preocupam muito mais com furto e roubo em relação a colisão, por saberem que este tipo de evento é imprevisível, podendo acontecer a qualquer momento. Já uma colisão, é possível evita-la, quase que sempre, dirigindo o veículo com responsabilidade e prudência”, conta Tricarico.

O diretor comercial enfatiza que o diferencial da companhia é aceitar qualquer tipo de veículo, limitando somente o valor do seguro em algumas situações (I.S). “Aceitamos desde uma Scotter até uma Ducatti (motos), ou ainda desde um Fusca até um Camaro (automóveis, além dos Táxis, Uber, Vans, Pickups, esportivos, enfim, nichos de negócio com alta demanda, mas de muito risco”.

Dessa forma, as seguradoras não são concorrentes diretas, pois a Suhai não oferece seguro completo e não quer tirar esse tipo de cobertura de nenhum cliente. “Nosso foco é aquele cliente que está passando por uma dificuldade financeira momentânea e não consegue pagar um seguro completo, além, é claro, dos 70% que estão fora do mercado”, enfatiza Tricarico, que ressalta ainda: “nossos concorrentes diretos são as associações e as empresas de rastreamento, algumas inclusive, informais. As operações destas empresas são muito prejudiciais para os corretores e clientes, pois atrelam um contrato de rastreamento junto com o seguro, com taxas e multas rescisórias, risco de negativar o nome do cliente em caso de inadimplência, o corretor não é o proprietário da sua carteira de clientes, e ainda não pode aplicar a comissão desejada, pois a comissão é fixa e limitada; sou totalmente contra a este tipo de operação. Na Suhai, o corretor pode ganhar até 30% de comissão em cada proposta! ”.

Para ele, o maior risco das seguradoras tradicionais, por sua vez, é a canibalização do ticket médio, ao oferecerem esse tipo de seguro, sem serem especializadas. “Se estas seguradoras continuarem oferecendo a cobertura de furto e roubo para seus clientes, a médio prazo terão uma redução significativa de ticket médio da carteira, e o corretor, redução da sua comissão”.

Dica ao corretor: “ofereça sempre o seguro completo para seu cliente. Se ele não puder adquirir esta cobertura, ofereça então o seguro de Furto e Roubo, mas de uma Bandeira Exclusiva nesta operação”. “Hoje a Suhai tem 20 mil corretores cadastrados em todo Brasil, e crescemos anualmente em torno de 50%, justamente porque eles enxergaram na Cia. uma oportunidade de incremento de novos negócios na carteira”. Em 2017, a perspectiva é cadastrar mais de 10 mil corretores. “Para se cadastrar, basta entrar em nosso site, (área do corretor), e em menos de 72 horas úteis já estará cadastrado”.

Conteúdo da edição 184 – Março/2017 – Revista Cobertura Mercado de Seguros

Comentários

Publicidade

Newsletter



Facebook

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

SindsegNNE faz campanha nas Redes Sociais para anunciar não adesão à greve - t.co/bNM0mme5rd

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

AIDA realiza evento sobre “Os Riscos Cibernéticos e a Responsabilidade Civil” - t.co/0q30AC1ayJ

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Sincopeças-SP promove fórum sobre conectividade em veículos na Automec 2017 - t.co/lsYDK6wLj5

Publicidade

To Top