Auto & Serviços

Como é calculado o preço do seguro auto do seu veículo?

 

 

São Paulo, junho de 2017 – O preço às vezes pode até ser um pouco salgado, mas contratar um seguro auto definitivamente é um importante aliado para os imprevistos do dia a dia, como colisões, furto, roubo e problemas mecânicos. Mas você sabe como é calculado o preço do seguro de seu veículo? Confira abaixo uma lista que a Bidu Corretora preparou com alguns dos principais fatores que influenciam o cálculo do seguro auto:

• Modelo do Veículo: Quanto maior o valor de seu veículo, mais caro você pagará pelo seu seguro, pois maior será a indenização a ser paga pela seguradora em caso de roubo, incêndio ou colisão. Além disso, cada seguradora atribui um risco específico por modelo, a depender do comportamento de sua carteira própria. Por exemplo, um Palio Adventure pode ser considerado de alto risco para uma determinada seguradora, pois em sua carteira vários veículos deste modelo sofreram sinistros, mas este mesmo modelo pode ser considerado de baixo risco em outra. Por isso é importante comparar sempre os preços entre várias seguradoras.

• Local de Residência: Grandes áreas urbanas tendem a ter taxas mais altas de criminalidade e, portanto, as seguradoras consideram os moradores de tais áreas com mais risco de sofrer um roubo que moradores que residem em cidades menores.

• Idade e Experiência: Quanto mais jovem ou inexperiente o segurado, maior a probabilidade de colisão. Este é um dado estatístico que leva em conta a média de ocorrências por faixa etária de segurados. Da mesma forma, quanto menor for o tempo de habilitação, maiores as chances de colisão. Por estes motivos, seguro para veículos conduzidos por pessoas mais jovens e inexperientes tende a ter um preço maior do que os realizados para veículos conduzidos por pessoas com mais tempo de habilitação.

• Histórico de ocorrências: Todas as seguradoras consultam diversas bases de dados no momento de precificar o seguro. Quanto mais ocorrências de colisão, roubo, pontuação em carteira ou incidência de sinistros do segurado ou condutor, maior o seu risco e, portanto, maior o preço do seguro do veículo.

• Uso do Veículo: Quanto maior o uso do veículo, maiores as chances de colisão ou roubo. Veículos de uso comercial tendem a ter o preço do seguro mais elevado justamente por possuírem uso intenso. Além da intensidade do uso, outros fatores como o local onde o veículo é guardado em casa, no trabalho e na escola e o local de maior circulação também são levados em conta no preço do seguro.

O preço do seguro é calculado levando-se em conta todas as informações fornecidas no perfil do motorista. Não é possível ter um preço fixo para seguros que avaliam o perfil, pois cada um tem um perfil diferente com riscos diferentes para as seguradoras. Confira a tabela de seguro de carros feita pela Bidu aqui.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Apesar de queda nas ocorrências, 10 veículos são roubados por dia no DF - t.co/TLcYmmXOv9

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Fabiano Lima é o novo diretor de Vida, Previdência e Capitalização da Zurich - t.co/2MJvvhcTb4

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Bradesco Seguros disponibiliza novo site do Clube de Vantagens para facilitar navegação de usuários - t.co/6DufyZT64f

To Top