Auto & Serviços

Detran.SP apreende na capital veículo com quase R$ 750 mil em débitos

Grande parte das infrações se refere ao excesso de velocidade e não indicação do real condutor infrator; na terça, Mercedes com quase R$ 850 mil foi recolhida

Policiais militares da equipe de busca e apreensão do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) que prestam serviço ao Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) apreenderam nesta quinta-feira (13) um Astra Hatch com quase R$ 800 mil em débitos.

O utilitário fabricado em 2004 está registrado em São Paulo e pertence a uma empresa. No total, o carro tem R$ 739.778,86 de dívidas relativas a infrações de trânsito e impostos. São 716 multas registradas, sendo a maioria delas municipais, principalmente por excesso de velocidade e descumprimento do rodízio de veículos.

A apreensão ocorreu durante fiscalização na rua Oliveira Freire, 1.200, na zona leste da capital. O veículo foi parado por falta de licenciamento.

Também nesta semana, a equipe apreendeu uma Mercedes Benz com quase R$ 850 mil em débitos. O veículo, de ano 1993, tinha R$ 844.200,42 de dívidas relativas a infrações de trânsito e impostos e 774 multas registradas, a maioria delas também eram municipais. No momento da abordagem, que aconteceu na última terça-feira (11) na Praça Professor Paulo Meinberg, também na zona leste, o motorista não portava CNH.

Nos dois casos, boa parte dos débitos foi gerada porque a pessoa jurídica responsável pelo veículo não indicou o condutor que cometeu as infrações. Nestes casos, se a empresa não indicar o condutor que dirigia no momento da autuação, o valor da multa será multiplicado pelo número de vezes que aquela mesma infração se repetiu nos 12 meses anteriores. Ou seja, se o veículo foi multado por avanço de sinal vermelho dez vezes no último ano, será aplicada uma multa por não indicação de condutor no valor de R$ 2.934,70 — o valor original de R$ 293,47 multiplicado por dez.

Os veículos apreendidos foram encaminhados para o pátio Novo Mundo (zona norte) e poderão ser relacionados para leilão. O valor arrecadado será descontado do total de débitos, ficando o restante da dívida em nome do proprietário.

Comentários

Newsletter



Facebook

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Autoglass participa de Encontro com Corretores - t.co/ZP8IJqIBE7

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Almoço CCS-RJ: Ibracor dá suporte no recadastramento dos corretores - t.co/eLlvFStOlI

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

@Travelers adiciona Responsabilidade Civil a sua Plataforma de Cotação Online! Acesse o link para ler mais:… t.co/xEuLPskuZm

To Top