Seguros Gerais

Sincor-RJ apoia posicionamento de um corretor de seguros paulista em relação ao ZIM

Henrique Brandão – Presidente Sincor-RJ

O Sindicato tomou conhecimento em relação ao aplicativo Zim, lançado no 20º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros, que aconteceu entre os dias 12 e 14 de outubro, em Goiânia. A Fenacor apresentou a categoria uma plataforma digital, desenvolvida por uma empresa de tecnologia, com participação da Caixa Seguros, que também é acionista da Youse. A entidade não é a favor do uso do aplicativo e externa o apoio ao corretor que respondeu de forma objetiva e sensata ao Presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo.

Segue diálogo na íntegra:

Amigos, abaixo vou colocar minha pergunta que fiz no Facebook do presidente do Sincor-SP Sr. Alexandre Camillo

Sr. Presidente Alexandre Camillo, está informação certamente já chegou até o senhor sobre o ZIM e WIZ, Como o Sincor se posicionará?

Resposta: Alexandre Camillo

Boa tarde! A Fenacor apresentou para os corretores a Zim, uma plataforma digital que poderá, dependendo da estratégia e do negócio de cada um, ajudar o corretor no seu desenvolvimento. A plataforma foi desenvolvida pela Wiz, empresa com participação acionária da Caixa Seguros, que também e acionista da Youse. Vai do arbítrio de cada corretor julgar e decidir se gosta ou deve aderir. Se fosse algo imposto ou obrigatório seria diferente. A Fenacor encontrou esta solução mas está aberta para outras que forem melhor oportunidade.

Resposta de um amigo corretor: José Carlos Winner

Prezado Sr. Alexandre Camillo;

Não posso me furtar de tecer alguns comentários acerca do seu post, acima. E o faço, registro, na qualidade de associado do SINCOR-SP e, também, dentro das prerrogativas que me são inerentes como Corretor de Seguros devidamente habilitado – condições estas promulgadas que foram pela Lei 4.594/1964 e, também pelo Decreto-Lei 73/1966.

Feitas as devidas apresentações, entendo que o seu texto tenta explicar o inexplicável e, pior, tenta camuflar sua responsabilidade nesta operação – o que, convenhamos, não fica de bom tom, haja vista sua condição de ESTAR nosso representante sindical PATRONAL no Estado de São Paulo. E, é sempre bom lembrar, V.Sa. fez questão de frisar, num dos eventos dos quais foi o protagonista maior, o seguinte: “…graças a Deus estamos alinhados com a Fenacor…”.

Voltando ao cerne da questão, sua afirmação “Vai do arbítrio de cada corretor julgar e decidir se gosta ou deve aderir.” é tão paradoxal e contraditória como a afirmação de que há alguma ÉTICA entre os marginais que costumam matar seus semelhantes estupradores, ou seja, nenhum deles presta, mas se o crime imputado for o que tipifica o estupro, o caminho do inferno lhes chegará mais rapidamente. Enfim: vai da escolha de cada um ser estuprador ou não; OU, para o nosso caso, vai da escolha de cada Corretor(a) conhecer o diabo mais rapidamente ou não!

Entrementes, admito que numa coisa V.Sa.a acertou: é claro que JAMAIS algo como esse “CAVALO DE TROIA”, tangível e traiçoeiro, poderia ter sua adesão imposta aos Corretores de Seguros. Para nossa sorte, as mentes que tanto procuram nos diminuir e acabar com nossa importância no Sistema Nacional de Seguros Privados, ainda não encontrou uma maneira de controlar nossa soberana vontade e acabar com os preceitos constitucionais que nos garantem o livre arbítrio. E da mesma forma que lhe chateia saber que de 100 mil Corretores de Seguros, pouco mais de 700 aderiram ao IBRACOR (ressalto: mais um ‘oferecimento’ das organizações Fenacor-Sincor), creio que este assunto também irá decepcionar seus parceiros sindicais e federativos, pois acredito que a “nossa turma” (eu incluso) seguirá administrando seus negócios diretamente na intranet disponibilizada pelas sociedades seguradoras. Afinal, sabemos, preguiça é algo que não atinge nossos pares, que “acordam desempregados todos os dias!” e precisam jogar “nas onze” diariamente.

E antes que tenhamos mais uma aula bíblica de que “nem Jesus agradou a todos”, registro: V.Sa. é muito bem remunerado para garantir que as escolhas ruins à nossa categoria já fiquem pelo caminho… SIM OU NÃO?

Portanto, Sr. Presidente do SINCOR-SP – “maior” sindicato patronal da nossa categoria e tão “menor” na defesa dos nossos VERDADEIROS INTERESSES; faça seu mea culpa deste episódio; assuma suas responsabilidades; não piore o que já está ruim e peça para que seus pares federativos o preparem melhor para desastres institucionais dessa natureza: quem sabe, assim, V.Sa. terá condições de nos apresentar algo de maior e melhor consistência de sua autoria.

E aproveito para pontuar uma frase de Edmund Burke, adaptada a este contexto: “QUEM NÃO CONHECE A SUA HISTÓRIA ESTÁ CONDENADO A REPETI-LA!”.

Segue o “passado”: https://www.sincor.org.br/tv-sincor/audiencia-publica-sobre-youse/

Comentários

Newsletter



Facebook

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

@MAPFRE_BR oferece desconto de até 50% durante a Black Week! #blackweek #blackfriday t.co/0oC7euwfSJ t.co/YLbKW1G5ys

Show Media
Tweet Media
Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

A criação da nova diretoria tem como objetivo consolidar a identidade da MDS no Brasil t.co/Qy8hicS9MP

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Compra de leads se consolida como ferramenta para empresas conseguirem novos clientes t.co/GEVXm4y4uD

To Top