Redação

Bate-papo com o presidente da Bradesco Seguros

Executivo comenta sobre expectativas, atuação do corretor e tecnologia

Por Camila Alcova

O Sincor-SP promoveu ontem, 28 de novembro, um evento com as entidades do mercado e a imprensa especializada, que contou com a participação do presidente da Bradesco Seguros, Octavio de Lazari Junior.

Durante o encontro, ele frisou a importância da parceria com os corretores e a atuação dos cerca de 40 mil profissionais parceiros na Bradesco Seguros, que atualmente é a maior seguradora na América Latina.

Em relação às expectativas da seguradora para os próximos anos, o executivo destaca que a redução da taxa de juros e o controle da inflação são muito importantes para o mercado de seguros.

Ele aponta alguns desafios para o setor, como as mudanças que podem ocorrer nos planos de saúde e nos planos individuais; e a utilização da tecnologia para beneficiar os segurados de auto sem registros de sinistros e que sejam bons condutores. “Isso podemos fazer por meio da tecnologia embarcada que já existe nos carros hoje ou pelo próprio celular, com aplicativo que a Bradesco Seguros já lançou”, exemplificou.

Em relação ao ramo previdência privada, Lazari Junior comenta que as mudanças previstas na previdência social são desafiadoras para que o mercado segurador se prepare para atender o consumidor, que já tem se preocupado com como será sua aposentadoria.

O executivo complementa que a seguradora se posiciona para corresponder aos desafios inerentes a todos seus ramos de atuação. “A equipe da Bradesco Seguros está focada no seu dia a dia e no planejamento estratégico de longo prazo para poder fazer associações como a que fizemos com a Swiss Re Corporate Solutions em grandes riscos”, cita.

Tecnologia

Em comparação a mercados de seguros de países mais desenvolvidos, ele observa que o Brasil não tem desvantagens em termos de produtos e tecnologias, apenas em consumidores alcançados. “Nosso grande desafio é aumentar escala e gerar percepção de valor em nossos clientes”.

O presidente da Bradesco Seguros também comentou sobre a adesão de plataformas tecnológicas pelas seguradoras. Em sua opinião, as companhias devem analisar essa questão até mesmo pelo fato de o mercado brasileiro estar bem posicionado tecnologicamente, mas ainda ter o desafio de gerar a percepção de valor no cliente. “Ter uma plataforma de seguros que não entregue isso, que não traga benefícios para ele (cliente), seja em termos de coberturas, valor, praticidade, vamos fazer ‘mais do mesmo’ ou não vamos atingir os objetivos que queremos”.

Ele complementa que uma plataforma de seguros pode ser importante, mas desde que atenda aos princípios básicos de agregar valor ao cliente, companhia e corretores.

Saúde para PME’s

Sobre os seguros de saúde para PME’s, o executivo reforça que a Bradesco Seguros permanecerá no segmento. Ele aponta também que é preciso uma atuação maior institucionalmente (CNseg, FenaSaúde, ANS) para aprimorar a gestão que os custos em saúde podem representar, com protocolos médicos melhor definidos, por exemplo. “Quando falamos em plano de saúde, ele deve ser bom para os clientes, para a operadora e para os hospitais. Se apenas um desses atores for beneficiado, certamente os outros definharão”.

Ele lembra que a maior porcentagem de perda de segurados nos últimos dois anos foi por conta do desemprego no País e que com a esperada retomada econômica, serão necessários novos produtos e serviços para atender a população.

Reflexos da reforma da previdência

Na opinião do presidente da Bradesco Seguros a anunciada reforma da previdência é necessária pois o modelo atual invibializará a aposentadoria das futuras gerações e pelo aumento da expectativa de vida.

Nesse sentido, a atuação da previdência privada será muito importante para o futuro dos brasileiros, aponta. “As pessoas cada vez mais cedo vão precisar se preocupar com isso e precisarão de uma empresa de confiança, tradição, que respeite seu cliente para poder administrar seus recursos”.

Sinergia com o mercado

O presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, comentou que a recente chegada de Octavio de Lazari Junior à presidência da Bradesco Seguros foi assertiva e trouxe mais sinergia para o mercado e o produto seguro. “Trouxe dinamismo para o nosso mercado. Temos o privilégio de ter um mercado que tem desafios para se desenvolver próprios de um potencial incomparável, portanto, precisamos desse dinamismo e essa visão nova”.

Sobre a gestão do Sincor-SP, Camillo comenta que o sindicato conseguiu atravessar com êxito o período conturbado do Brasil nas esferas econômica e política.

Entre as iniciativas do sindicato e outras entidades do mercado, ele destaca que nos últimos anos o conceito de empreendedorismo tem sido reforçado aos corretores, o que possibilita que os profissionais se reinventem e se adaptem para atravessar esse período.

Ele também destacou a iniciativa da entidade de promover encontros como esse com a imprensa, que valorizam a transparência, independência e característica de cada veículo de comunicação.

Comentários

Newsletter



Facebook

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

MBA a distância tem primeira turma confirmada na @EscolaDeSeguros - t.co/PuGfrhM7qy

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

18ª edição da Feijoada do CVG-RJ repete sucesso - t.co/pQjuCrUlZM

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

JLT promoveu uma ação solidária de Natal no Centro Assistencial Cruz de Malta t.co/sJoqhkljt2

To Top