Redação

CCS-SP recebeu Caixa Seguradora Odonto

 

Por Tany Souza

No evento do Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP), ontem, 6 de março, os corretores associados receberam os executivos da Caixa Seguradora Odonto. O CEO Julio César Felipe contou a história da empresa enfatizando a importância do corretor para a companhia.

“O DNA da nossa empresa sempre foi de corretor, há mais de 20 anos. Em 2015 fizemos uma campanha e levamos os corretores a Paris. Em 2016 foi lançado uma campanha pagando em espécie, já que ele preferia receber em dinheiro e viajar para onde quisesse. Em 2017 fizemos campanha com mais de um milhão de prêmios e em 2018 estamos com uma vigente, porque nosso principal parceiro é corretor. Temos parceria com o banco sim, porque é focado em pessoa física, mas pessoa jurídica é exclusivamente por corretor de seguros”, esclareceu o CEO.

Ele explicou que o odonto é um produto que tem expansão grande na família, com entrada maior em um único usuário, que pode chegar a outras pessoas. “Nós sempre temos diferenciais com uma série de outros benefícios para o cliente dos corretores. ‎Odonto é simples, sem complicação, que se implanta com 30 dias e que pode ser uma porta de entrada para outros produtos”.

Além disso, segundo Julio César, “a Caixa Odonto possui um aplicativo bastante interativo e comercializa basicamente quatro produtos, desde um simples até o mais elaborado procedimento, a custos competitivos”.

Na ocasião, o CEO trouxe uma novidade “que é uma proposta de PME sem carência, como uma excelente oportunidade com um plano agressivo, para os corretores que estão aqui presentes”.

Atuação da Youse

Julio César Felipe esclareceu que a Youse é a plataforma comercial da Caixa Seguradora, que trabalha exclusivamente na internet. “Assim como há Uber, Airbnb, a Caixa pensou que poderia ter uma forma disruptiva de comercializar o seguro”.

Já a Wiz é uma corretora que tem como sócios a Caixa Seguradora, o Banco Caixa, uma associação dos funcionários da Caixa e também está na Bolsa de Valores. “Ela tem exclusividade para operar dentro do banco, mas também atua fora dele. Lançou recentemente o Zim, que até onde acompanho, não foi sucesso, mas é um produto interessante, mas talvez o mercado não esteja preparado, o conceito é interessante, mas talvez para daqui a 10 anos, se ainda se tiver disponibilidade”.

O CEO da Caixa Seguradora Odonto deixou claro que o foco da empresa é trabalhar com o corretor, proposta por proposta.

Sobre a operação Saúde Caixa, Julio César diz que estão passando por uma análise de atuação. “A nossa operação de Saúde está passando por um momento de repensar no que faremos. Tivemos uma operação, modelo e parceiros que não foram adequados e por isso perdemos dinheiro. Atualmente não sabemos como operar, só que do jeito que está não ficaremos. O saúde só comercializamos, porque tudo é feito fora, porém isso não deu certo”.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Os preços dos seguros dos carros mais vendidos em novembro - t.co/MTRVeOGjtS

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

State Farm testa solução Blockchain para acelerar sinistros de seguros de automóveis - t.co/AL608NtBPp

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Revista Cobertura conquista Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros - t.co/uDMbIQUaPj

To Top