Tecnologia & Serviços

Blockchain e seu papel na contabilidade

 

Aqueles que não se aprofundarem no assunto, têm muito a perder

O blockchain nasceu ligado à bitcoin. Apesar da associação direta, esse tipo de base de dados, vai muito além das criptomoedas.
Para contabilidade, por exemplo, os benefícios são tão significativos que vão afetar (para melhor) a rotina tributária das pessoas físicas e jurídicas. O Livro Razão – modelo obrigatório, porém ultrapassado, de aferição contábil das empresas foi atropelado pelo blockchain, que funciona, também, como um livro contábil, com o registro de todas as transações.

Essa tecnologia é um caminho para os contadores, quase que uma tendência – apesar de ainda pouco fomentada. De acordo com pesquisa da Thomson Reuters, apenas 4% dos entrevistados selecionaram ‘blockchain’ como um modelo de grande impacto em seus negócios em 25 anos.

“É uma plataforma revolucionária e inviolável, que vai transformar a economia global. Uma cadeira de dados descentralizada e segura. A contabilidade é uma das primeiras a sentir este movimento. Aqueles que não se aprofundarem no assunto, têm muito a perder”, avalia Claudio Cifali, empresário contábil e especialista de outsourcing.

As informações armazenadas no sistema, criado em cima da tecnologia P2P, são resistentes a alterações e não podem ser modificadas retroativamente, ou seja, os registros são à prova de adulteração. Desta forma, o sistema coibirá fraudes e sonegações.
Embora a adoção da tecnologia seja fundamental, com a otimização dos processos, muitos profissionais vão perder espaço, inclusive na área de contábil. “A cada 10 funcionários, oito fazem os registros. Se essas informações vão vir prontas com a implementação do blockchain, não vai ter mais papel para esses profissionais. Ou eles se reinventam ou vão perder funcionalidade”, pondera Claudio Cifali.
* Claudio Cifali é consultor, empresário contábil e sócio da Cifali-BPO. O executivo é graduado em Administração de Empresas e Ciências Contábeis, com MBA em Contabilidade Empresarial, além de especialização em Economia Internacional e Finanças. Tem mais de 35 anos de experiência na execução e gestão de projetos de Business Process Outsourcing (BPO) em grandes projetos e multinacionais.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

AXA no Brasil tem nova liderança - t.co/hNrcZjCCza

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Transexual será ressarcido por plano de saúde que negou cirurgia para retirada de seios - t.co/ZudESncozg

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

A ed. de maio da Revista Cobertura (198) já está disponível em nosso site! Boa leitura! t.co/tXmO6R6wTF t.co/ZLSYcrwplR

Show Media
Tweet Media
To Top