Redação

Insurtech é tema de palestra da APTS

 

Tecnologia e novo comportamento do consumidor foram alguns temas abordados

Por Tany Souza

Como o tema “Insurtechs – Tecnologias Disruptivas e seus impactos no seguro”, o evento que aconteceu na manhã desta segunda-feira, 28, foi realizado pela APTS em parceria com a Escola Nacional de Seguros e trouxe assuntos como a revolução que essas empresas estão provocando na operação de seguros, a regulamentação desse segmento, tendências e cases de sucesso de insurtechs.

“Esse é um assunto de suma importância para nosso mercado, tanto, que hoje temos uma platéia cheia de executivos e representantes do setor que se interessaram sobre o assunto, mesmo em um dia com tantas dificuldades acontecendo pelo Brasil”, comentou no início do evento o presidente da APTS, Osmar Bertacini, por conta da greve dos caminhoneiros que mudou o cotidiano da cidade.

Caetano Altieri, membro do Comitê de Insurtechs da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), atualmente é diretor comercial e de marketing na Solutions One, disse que a Camara-e.net começou a mapear as insurtechs no Brasil, mas que no mundo hoje já somam 1.500. “Há as Future Techs, voltadas à inteligência artificial, realidade aumentada, biometria, blockmain. Além de empresas focadas em jornada do usuário, em investimento, regulação e leis, dados e analytics, internet das coisas, produtos e segurança da informação, com solução para fraudes e riscos”, conta.

Atualmente foram mapeadas 78 insurtechs no país, sendo que 64% são B2B, 28% B2C e 8% B2B2C. “Em junho, vamos lançar um programa para incentivar mais, para que as insurtechs fiquem mais próximas e consigam se mostrar para as seguradoras que participam do comitê, além disso, conseguimos uma cadeira da câmara junto a Susep e criamos proposta de valor para apoio às insurtechs e assim fomentar mais o surgimento de novas tecnologias e modelos”.
Já Antonio Carlos Teixeira, jornalista e assessor executivo estratégico de comunicação para negócios de InsurTech, Seguros e Transição para Economia de Baixo Carbono, comentou sobre o seguro na era digital e a transição para economia de baixo carbono e começou indagando sobre o perfil da próxima geração de segurados. “Provavelmente, já é a nova geração de consumidores digitais, que nasceu com a internet personalizada, tem a cultura das tecnologias móveis no sangue. É a geração Z e Alfa que já nasceram conectadas. O nosso alvo são eles”.

É uma geração que já possui no seu dicionário as palavras compartilhar e diversidade, que dão pistas para o mercado de seguros. “Essa geração deseja produtos que se identifiquem cada vez mais com ela. Com serviços de atendimento rápido, opção de escolha, serviço personalizado, com multicanal e soluções inesperadas que estão fora do script”.

O gerente da Oxigênio Aceleradora, Maurício Martinez,
contou como a companhia ajuda as empresas jovens a ganharem potencial. “Oxigênio é um espaço onde aceleramos as startups. Queremos fazer produtos que possam agregar diferenciadas aos produtos da Porto Seguro. Aceleramos startups externas, internas, aproximamos startups do mercado aos produtos, desenvolvemos o ecossistema de empreendedorismo, disponibilizamos espaço para co-workings e gerenciamos o funil de startups”.

Um dos diferenciais da Oxigênio é que realizam projetos com as startups aceleradas e oferecem acesso a todos do mercado em que a Porto Seguro atua. “Além de dar essa aceleração de três meses no Vale do Silício, temos uma rede de mentores seniores e especializados, fazemos investimentos direto e atrativo, parcerias diferenciadas com provedores de serviços de tecnologias e estimulamos e apoiamos empreendedores internos, ou seja, os funcionários a criarem suas próprias startups”.

Hoje pela manhã aconteceu uma palestra sobre insurtechs, evento com parceria entre a Apts Entidade e a Escola Nacional de Seguros. Veja o que o presidente da APTS, Osmar Bertacini, fala sobre o assunto

Posted by Revista Cobertura on Monday, May 28, 2018

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Tendências em seguros de linhas financeiras - t.co/2hR6tIzqsC

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Risco cibernético na cadeia de suprimentos - t.co/m2UcSGEtMM

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Tecnologia transformada em serviços - t.co/xocUUUfA6I

To Top