Tecnologia & Serviços

Saiba como Machine Learning começa a impactar o setor automotivo

 

Por Heblon Barbosa*

Seja na recomendação de um filme no Netflix, na identificação de um diagnóstico médico preciso ou nos relatórios do trabalho, o conceito de Machine Learning já faz parte de nossas vidas. A tecnologia de aprendizado de máquina promete revolucionar as empresas pela capacidade dos equipamentos aprenderem com processos e repetições e, assim, extraírem diferentes informações para os profissionais. Hoje, diversas organizações já trabalham com este recurso e o setor automotivo também começa a ser impactado pelas suas vantagens e benefícios.

A maioria dos empresários já enxergou essa nova realidade. Segundo levantamento da iProspect, agência de marketing digital full performance, 55% deles concordaram que a tecnologia permitirá tomar decisões mais assertivas. Além disso, o mercado de soluções de aprendizados de máquinas deve passar de US$ 1,41 bilhão em 2017 para US$ 8,81 bilhões em 2022, com crescimento médio anual de 44,1%, segundo estimativa da consultoria Markets and Markets.

A utilização de Machine Learning permite que a empresa lide com um volume de informações inviáveis para os profissionais processarem e consiga identificar padrões, tendências e causalidades que passariam despercebidos anteriormente. Assim, é possível tomar decisões de forma muito mais eficiente e há a possibilidade de oferecer soluções cada vez mais personalizadas aos consumidores e com custos de customização cada vez mais baixos.

No caso do setor automotivo, a tecnologia auxilia as mais diferentes organizações que atuam no mercado. Startups que aproximam compradores de lojistas, por exemplo, utilizam o recurso para identificar quais carros são recomendados para cada tipo de revendedor, facilitando o fechamento do negócio. Além disso, é possível desenvolver serviços capazes de dizer quanto a pessoa deve pagar pelo carro de acordo com suas características, como marca, modelo, ano, quilometragem, estado de conservação, etc. Já para montadoras, o Machine Learning pode deixar os automóveis mais seguros, como detecção de pedestres e prevenção de acidentes.

Dispositivos com esse conceito também permitem que os profissionais da área tenham condições de desenvolverem novas soluções e produtos. Isso porque os equipamentos realizam as tarefas mais chatas e pouco criativas e até em trabalhos que demandam alta complexidade e só podem ser resolvidos com máquinas inteligentes. Assim, os colaboradores podem focar apenas nas demandas de seus próprios clientes, utilizando a imaginação para elaborarem novas ideias.

Entretanto, a adoção do Machine Learning exige preparação da empresa que trabalha com automóveis. É essencial ter um profissional que entenda não apenas de “ciência de dados”, mas do próprio negócio da organização. Dessa forma, ele consegue visualizar como a tecnologia pode impactar positivamente nos processos e torna-se responsável em conectar os objetivos e a estratégia com a tecnologia. Depois, é preciso definir as metas, quais caminhos serão trilhados para atingi-las e as informações necessárias para desenvolver tal solução. Por fim, basta monitorar os resultados e otimizar o modelo de acordo com os aprendizados obtidos.

Não apenas Machine Learning, mas a área de Inteligência Artificial em geral, automação e robótica podem ajudar muito os empresários automotivos a terem cada vez mais eficiência em um futuro próximo. Hoje, gasta-se muito tempo com tarefas que requerem pouca criatividade e não geram tanto valor. Com esses recursos, pode-se “terceirizá-las” para as máquinas, que executam com precisão e rapidez e, assim, as pessoas podem concentrar seu tempo e esforço em atividades criativas. É dessa união entre homem e máquina que surgem as melhores decisões e vantagens para as pessoas.

* Heblon Barbosa é Sales & Operations Consultant da InstaCarro

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Mercado segurador brasileiro é promissor para desenvolvimento de insurtechs - t.co/3usLuSd6t9

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Matéria da edição de maio (209) da Revista Cobertura - Proteção para bikes em alta - t.co/nCay68UnPY

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Conteúdo da edição de maio (209) da Revista Cobertura - Parcerias para alavancar negócios - t.co/o7NjmBEjXt

To Top