Saúde e Odonto

Odontogeriatria no ambiente hospitalar integra o cuidado multidisciplinar de idosos

 

Saúde bucal na terceira idade pode ser cuidada com o acompanhamento de um cirurgião-dentista, explica especialista da SulAmérica

São Paulo– A SulAmérica destaca a importância da odontogeriatria no âmbito hospitalar, em um contexto de cuidado multidisciplinar para os idosos, com o objetivo de realizar medidas preventivas, colaborar com a melhoria do quadro clínico e manter a qualidade de vida do paciente.

“A atuação do cirurgião-dentista nos hospitais é imprescindível para assegurar cuidados com a saúde bucal de quem está internado, minimizar riscos de doenças e manter a normalidade na cavidade bucal”, avalia o superintendente técnico de Odonto da SulAmérica, Rodnei Yogui. “Este profissional deve ser inserido em estabelecimentos de saúde para acompanhar os pacientes durante a internação, com atenção especial aos idosos, que são mais suscetíveis a complicações”.

Pneumonia bacteriana, doença pulmonar obstrutiva crônica, doenças cardiovasculares e artrite reumatoide são algumas das complicações que podem decorrer de patógenos advindos da cavidade oral. Além disso, a higiene bucal deficiente também vem sendo associada a alterações na resposta imunológica do indivíduo.

Segundo o especialista, os idosos apresentam, frequentemente, alterações fisiológicas e patológicas diversas que podem estar associadas aos efeitos colaterais pelo uso crônico de medicamentos, à alimentação e deficiências nutricionais, aos hábitos de higiene, ao déficit motor que leva à dificuldade de higienização bucal e à própria motivação do paciente. “As alterações na cavidade bucal que mais prevalecem no paciente idoso são a xerostomia, a perda da capacidade gustativa, as doenças periodontais, a cárie, a candidíase oral, o desgaste e as perdas dentárias, as lesões em mucosa e o câncer de boca”, pontua.

A xerostomia pode ser compreendida como uma sensação de “boca seca”, o que pode trazer bastante desconforto bucal e dificuldade na mastigação, na deglutição, na fala e no uso de próteses, além de sensação de queimadura ou mesmo dor local. A causa principal da xerostomia em idosos é a utilização de antidepressivos tricíclicos, sedativos, anti-histamínicos e anti-hipertensivos, entre outros fatores.

As doenças periodontais consistem em inflamações que atacam a gengiva, como a gengivite e a periodontite, e que evoluem a partir do acúmulo de placa bacteriana no tecido gengival. Já a candidíase oral é uma condição que surge quando o fungo Candida albicans se acumula na boca, resultando em lesões brancas na língua ou nas mucosas das bochechas.

O fumo e o álcool, por sua vez, são os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de boca. A higiene bucal inadequada e a alimentação pobre em vitaminas e minerais, principalmente em vitamina C, bem como a exposição excessiva ao sol, também aumentam o risco de desenvolvimento do câncer bucal.

As alterações bucais podem ser tratadas por meio de restaurações, curativos, cirurgias, raspagens e medicações, bem como pela adoção de tratamentos paliativos. Nesse contexto, o cirurgião-dentista tem um papel central na detecção dessas patologias para que haja um correto diagnóstico e tratamento, contribuindo para um envelhecimento saudável do paciente geriátrico. “Com o aumento da longevidade da população brasileira, a Odontogeriatria se torna uma especialidade de destaque tanto no ambiente de atenção primária à saúde quando em ambiente hospitalar”, avalia o especialista da SulAmérica.

Atenção!

As informações e sugestões contidas nesse texto têm caráter meramente informativo e, de forma alguma, devem substituir o diagnóstico de um profissional capacitado. Nunca se automedique. Consulte sempre um cirurgião-dentista.

A SulAmérica disponibiliza conteúdos sobre este e outros temas de saúde e bem-estar por meio do site do programa Saúde Ativa (www.sulamerica.com.br/saudeativa), que tem o objetivo de incentivar a adoção de hábitos de vida mais saudáveis, prevenindo doenças e proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Solange Vieira toma posse como superintendente da Susep - t.co/DSPLIHGM7G

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

VP da SulAmérica é eleito ‘executivo de TI do ano´ do setor de Seguros - t.co/qXXIyljlBX

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Nova titular da Susep defende desregulamentação e menor presença do Estado - t.co/YceQJukCMW

To Top