Tecnologia & Serviços

Destaque no ranking de uso de smartphones, mercado de aplicativos cresce no Brasil

 

Brasileiro gasta em média três horas por dia usando smartphone. Jovens empreendedores aproveitam o momento para investir no desenvolvimento de aplicativos

No Brasil, mais de 60% dos adultos declaram ter um smartphone, de acordo com pesquisa divulgada nesta terça-feira (5) pelo Pew Research. Entre as economias emergentes, o país lidera, se posicionando à frente de nações como Filipinas (55%), México (52%) e Índia (24%).

O brasileiro gasta, em média, mais de três horas por dia usando aplicativos em aparelho celular, como aponta um outro levantamento, da consultoria digital App Annie, que atua na análise de mercado mobile. O estudo avaliou dados da App Store e da Google Play e levantou que os usuários têm, em média, entre 70 e 80 aplicativos instalados, entretanto só fazem uso de metade deles, cerca de 30 a 40.

Com funções que vão desde facilitar tarefas cotidianas, como pagar contas e trabalhar; entreter com jogos online ou dar aquela forcinha nos cuidados com a saúde, os aplicativos para celular se tornaram uma febre mundial. Atualmente, na Apple Store estão disponíveis mais de 550 mil “apps” e 450 mil no Android Market. O Brasil não fica atrás no consumo destes recursos, já que o país é o quinto no ranking de quem mais usa smartphone, como apontou o App Annie.

Em meio ao cenário favorável, mentes jovens e empreendedoras se sobressaem. Bruno Ducatti é empreendedor e desenvolvedor de novos negócios do segmento digital. O sucesso do “Vet Smart” consolidou o jovem no setor de tecnologia mobile. Os aplicativos, um voltado a cães e gatos, e outro a bovinos e equinos; são considerados a principal solução do país de apoio a tomada de decisão clínica e emergência e médicos veterinários.

“Em um ano de existência o Vet Smart é o aplicativo de veterinária mais baixado e acessado da América Latina”, celebra o co-fundador da empresa. A instituição desenvolve ferramentas digitais que facilitam e democratizam o acesso a conteúdos técnicos de uso rotineiro no exercício da medicina veterinária.

Apesar de recente, o mercado de desenvolvimento de aplicativos é uma grande aposta nacional. O Brasil está no quarto lugar em termos de utilização aplicativos de compra, com crescimento de 20% em dois anos. De acordo com App Annie, a quarta colocação está atrás apenas dos Estados Unidos, Índia e China.

Ducatti, que está trabalhando em outros aplicativos que serão lançados em breve, compartilha algumas dicas para os jovens que querem empreender no setor. “Antes de dedicar energia a um aplicativo, é preciso entender que ele é um organismo em concepção, exige todos cuidados de uma empresa, é preciso ter um planejamento adequado, estar seguro dos próximos passos e se questionar algumas coisas, como: qual problema ele resolve? qual será a função dele? será útil para quem? quais vantagens ele traz frente as soluções atuais?””, elenca.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Confira a edição de março (207) da Revista Cobertura! Boa leitura! t.co/BDcMPOImeo t.co/sH3t56HOMI

Show Media
Tweet Media
Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Risco do empregador pode ser avaliado em qualquer tamanho de empresa - t.co/L9U2Uy7I8m

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

RC Produtos tem grande gama de sinistros - t.co/Wiz8YdzsPN

To Top