Seguros Gerais

Indicador da Mapfre aponta relevância do Brasil para mercado segurador global

 

Novo índice mede potencial da indústria de seguros de diferentes países

São Paulo – O Serviço de Estudos da Mapfre acabou de apresentar um novo indicador para medir o potencial do mercado de seguros no mundo. O GIP-MAPFRE é a primeira métrica internacional que apresenta os países com mais oportunidades para a indústria segurada em médio e longo prazo.

Tanto no segmento Vida quanto em Seguros Gerais, o GIP-MAPFRE é predominantemente dominado por China e Índia, entre os mercados emergentes, e por Estados Unidos e Japão, entre as nações desenvolvidas. Esses quatro países, ao lado de um grupo formado por Brasil, Indonésia e Rússia, lideraram o ranking de países mais relevantes para o setor ao longo do período 1997-2017.

Índice GIP-MAPFRE

Vida

Índice GIP-MAPFRE

Seguros Gerais

1 China 1 China
2 Estados Unidos 2 Índia
3 Índia 3 Estados Unidos
4 Japão 4 Indonésia
5 Rússia 5 Rússia
6 Indonésia 6 Japão
7 Alemanha 7 Alemanha
8 Turquia 8 Brasil
9 Brasil 9 Turquia
10 México 10 México

Publicado pela Fundación Mapfre, o estudo conclui que o potencial de seguro é bastante concentrado, independentemente de se tratar de um mercado desenvolvido ou emergente, e que permanece semelhante desde 1997. Desta forma, é previsível que o cenário continue parecido na próxima década.

“O negócio brasileiro tem extrema importância para nossa companhia e, para nos mantermos relevantes, aproveitando as possibilidades que o país apresenta, vamos seguir com atuação focada na oferta de um portfólio completo, inovando em produtos que atendam a todas as necessidades e momentos da vida dos nossos clientes”, afirma Fernando Pérez-Serrabona, CEO da Mapfre Regional Brasil.

GIP-MAPFRE

O GIP (Índice Global de Potencial Segurador) se baseia em estimativas do tamanho da Brecha de Proteção do Seguro (BPS) em diferentes mercados. A BPS representa a diferença entre cobertura de seguro que é economicamente necessária e benéfica para a sociedade, e o valor dessa cobertura realmente adquirida. A BPS não é um conceito estático, mas modificada em função do crescimento econômico e da população de um país, assim como do surgimento de novos riscos.

O GIP-MAPFRE é composto por sete variáveis que caracterizam as condições de convergência ou o fim da brecha de garantia: brecha de garantia inicial; penetração (prêmios de seguro/PIB); elasticidade da demanda da seguradora no período; PIB relativo per capita; nível populacional; taxa de crescimento populacional e taxa de crescimento do PIB.

O levantamento analisou 96 mercados seguradores (tanto desenvolvidos como emergentes). O estudo completo está disponível, em espanhol, no link: https://www.fundacionmapfre.org/documentacion/publico/i18n/catalogo_imagenes/grupo.cmd?path=1097445.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Mercado segurador brasileiro é promissor para desenvolvimento de insurtechs - t.co/3usLuSd6t9

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Matéria da edição de maio (209) da Revista Cobertura - Proteção para bikes em alta - t.co/nCay68UnPY

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Conteúdo da edição de maio (209) da Revista Cobertura - Parcerias para alavancar negócios - t.co/o7NjmBEjXt

To Top