Seguros Gerais

Corretora de seguros aporta altos investimentos em novas tecnologias e expansão de vendas online

 

Entre as novidades, app mostra aos frotistas de ônibus detalhes de sinistralidade

O Brasil passou os últimos anos praticamente em recessão. Muitos setores foram prejudicados com decréscimo de suas atividades. Com o mercado segurador foi diferente. Apesar do cenário nacional, conseguiu crescer em torno de 1,5%. Diante dos desafios econômicos, a Qualinvest decidiu investir ainda mais. “Acredito que digitalizar operações e criar facilidades online aos usuários seja a maior tendência da última década, independente do ramo de atuação profissional. Quem ficar de fora desse conceito, ficará fora do mercado”, avalia o presidente da Qualinvest. Márcio Chaves é economista. Observa, analisa e atua na área há mais de 20 anos. Para ele, o objetivo principal da empresa é tornar a experiência de compra ao segurado ágil e simplificada.

A Qualinvest dedicou atenção especial ao setor de transportes. Entre as novidades, um app mostra aos frotistas de ônibus uma visão detalhada e inteligente de sua sinistralidade. O Qualinvest Inteligência em Sinistro é um aplicativo de gestão, controle de dados e tomadas de decisão. “Inicialmente será disponibilizado para a nossa carteira de clientes que detém apólice vigente conosco. Futuramente temos o projeto de comercializá-lo, via assinatura mensal para aquelas empresas que queiram apenas imputar seus dados e gerir informações sob o know-how de 20 anos que temos administrando sinistro de transportes de passageiros”, afirma Márcio Chaves. Acompanhe, a seguir, uma entrevista com o presidente da Qualivest.

– Como funciona o app de controle de Sinistros para empresas de Transporte de Passageiros?

Márcio Chaves: O Qualinvest Inteligência em Sinistro (QIS) é um sistema/ aplicativo desenvolvido pela Qualinvest que tem o objetivo de demonstrar aos frotistas de ônibus uma visão detalhada e inteligente de sua sinistralidade. Uma ferramenta de suporte com informações precisas para auxiliar na tomada de decisões, visando controle e gestão de dados. Com esses dados bem geridos, a economia nas despesas é alcançada.

O QIS é parte integrante do PRAT – Programa de Redução de Acidentes, criado e aplicado pela Qualinvest há mais de 15 anos junto às empresas de ônibus. Nós visamos preparar, conscientizar e educar motoristas e fiscais de linhas através de ciclos de palestras técnico/motivacionais para entenderem as características do seguro de responsabilidade civil, o que é e como usá-lo, sempre pensando em prol da empresa e em sua responsabilidade civil junto a sociedade e na redução de acidentes gerando mais economia.

– Quais são as principais vantagens para as empresas que adotarem esse novo sistema?

Márcio Chaves: Existe uma série de vantagens para as empresas que adotam o QIS. Uma delas é a tomada de decisão baseada em dados reais. Hoje nenhuma das empresas têm esse nível de detalhamento da informação como a Qualinvest. Além disso, há maior rapidez e segurança da informação na comunicação de sinistros junto às seguradoras. Também criamos uma dezenas de filtros e que ajudam a mapear os locais da cidade com mais acidentes e horários e dias mais críticos.

– A Qualinvest investiu pesado em ferramentas digitais para melhorar a experiência do cliente na compra de produtos digitais. Quais serão as principais vantagens para o cliente com essas novas ferramentas?

Márcio Chaves: Acredito que digitalizar operações e criar facilidades online aos usuários seja a maior tendência da última década, independente do ramo de atuação profissional. Quem ficar de fora desse conceito, ficará fora do mercado. A ideia da Qualinvest criando produtos digitais é de cada vez mais estar inserida no universo das insurtechs proporcionando uma experiência de compra ao segurado ágil e simplificada, ainda mais no âmbito do seguro, onde tem-se a fama da burocracia. Queremos descomplicar a vida de nossos clientes oferecendo soluções personalizadas. Esse investimento é retornado através do aumento da nossa base de clientes e principalmente através da fidelização, já que eles não encontram nada semelhante sem grandes custos adicionais como é o nosso caso.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Longevidade deve ser pauta constante do mercado - Evento debate desafios de atendimento e como a população acima de… t.co/1ylVtMOQuT

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

FenaSaúde discute importância da Atenção Primária  - t.co/m8QOqf4MOA

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Setor de seguros aposta em novo mercado de consumidores - t.co/Pgv5NL2jZY

To Top