Expansão regional

 

Com crescimento orgânico, Sancor Seguros mira cidades do interior do país

Por Karin Fuchs

Com uma estratégia de atuação regionalizada, a Sancor Seguros está sediada em Maringá (PR) e tem presença física nos três estados da região Sul e em Uberlândia (MG), totalizando sete sucursais. Atua também no formato home office em outras localidades, como no Mato Grosso do Sul, e nesse mês começou a operar no interior de São Paulo, na cidade de Ribeirão Preto.

“O nosso foco são as cidades do interior, nós temos um DNA muito atrelado às economias regionais. Assim como é feito na Argentina (local de origem do Grupo Sancor), nos fortalecendo no interior para depois irmos para as capitais, tendo espaço e força para isso”, diz Leandro Poretti, presidente da Sancor Seguros.

A meta até 2021 é trabalhar fortemente nos três estados do Sul e em Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e interior de São Paulo. “Com presença física, filiais e equipes de corretores. E nós não compramos carteiras e não entramos em grandes varejos. O nosso foco é crescimento orgânico e muito selecionado. Cuidamos para que o corretor não tenha muita concorrência em sua cidade”.

No Brasil há cinco anos, a companhia conta com a parceria de 2 mil corretores ativos, está aberta para novos parceiros, incluindo as assessorias, e encerrou o ano de 2017 com um total de R$ 275 milhões em prêmios emitidos. “A nossa meta é superar R$ 400 milhões em prêmios nesse ano”, revela o executivo.

Carteiras

Na divisão do portfólio, o seguro rural responde por 50% do faturamento da companhia, seguido pelo ramo vida, com 27% do total, principalmente do prestamista (50%) e vida em grupo (35%), e 10% é a participação da carteira de automóvel. “Nós estamos trabalhando pelo serviço, com produtos de alta qualidade e agilidade na resolução de sinistros”.

No seguro rural, excluindo equipamentos, Leandro Poretti diz que a Sancor Seguros é a segunda maior seguradora em faturamento. “O que mostra o sucesso da implantação da marca no país pelo agronegócio, pois criamos um produto que o mercado não tinha, com coberturas customizadas para cooperativas. E nós somos os mais rápidos na liquidação de sinistros”.

E mais novidades estão por vir. “Nós estamos lançando alguns produtos específicos na carteira de seguro rural, com a possibilidade de segurar mais adiante a quebra de renda do produtor e produtos de valor futuro (commodities); dois produtos que já operamos na Argentina com sucesso”.

No ramo automóvel, a Sancor Seguros atua efetivamente desde 2015, somente com veículos de passeio (carros e picapes). A frota segurada é de cerca de 45 mil unidades. “E nós somos a única companhia a qual o segurado contrata um valor único para danos patrimoniais e pessoais (cobertura de Responsabilidade Civil)”.

Ele conta que devido à alta sinistralidade da carteira, o modelo tarifário foi reformulado. “Nós chegamos a ter 60 mil veículos segurados, mas com uma sinistralidade espantosa, no final de 2016, de 125% ao ano. Mudamos o modelo tarifário, perdemos 20% do faturamento da carteira, mas agora a sinistralidade está abaixo de 80%”.

Segundo ele, 2017 foi um marco para a companhia. “Nós adotamos uma governança de trabalho com compliance, montamos uma nova organização, um organograma com pessoas que trouxemos do mercado e um novo modelo de precificação. É uma nova Sancor”, define.

E isso inclui o trabalho voltado para as pequenas e médias empresas. “Nós estamos trabalhando de forma conjunta com os corretores, com treinamentos em nossas filiais. Ainda são poucos os que operam com o seguro de vida no Brasil e nós estamos criando uma forma de venda, em como operacionalizá-la para as PMEs pelo interior do país”.

Digital

Para os corretores de seguros, a Sancor Seguros disponibiliza um portal de vendas para as carteiras de seguro de vida coletiva e automóvel. “Nós simplificamos o cotador e, em praticamente 20 segundos, é gerada a cotação do seguro do veículo”, exemplifica.

E a companhia caminha para o mundo cada vez mais digital. “Tanto na venda como nos sinistros, o mercado está no caminho mais digital e estamos indo nessa linha de trabalho”. Exemplo disso é que a filial brasileira foi a escolhida para um piloto de uma plataforma de CRM.

“Nós adquirimos a licença de uma empresa americana e começaremos no ramo de automóvel, de forma 100% automatizada, com todas as oficinas referenciadas e interação com os corretores de seguros, o que nos dará ganho de escala e produtividade. Na tela haverá a oferta de todos os nossos produtos e a ferramenta nos habilitará a linkar no multicálculo”, conclui.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

21º Congresso: Cláudia Leite fará show de abertura - t.co/RqVpmpoPEY

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Concorra a 30 Cestas Natalidade PASI - t.co/awhxT39tUM

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Youse amplia autonomia de clientes com possibilidade de alterar apólice online - t.co/YhtswI8t43

To Top