Olhos voltados para a inovação

 

Excelsior Seguros se prepara para implementar a inteligência artificial na subscrição de riscos e outras novidades

Por Karin Fuchs

Nesse ano, a Excelsior Seguros comemora 75 anos de atividades e, cada vez mais, tem se voltado à inovação tecnológica preservando a tradição. “O grande conceito da Excelsior é a junção da tradição, mantendo seus princípios e raízes, mas sempre de olho na inovação”, valida o diretor comercial, João Carlos Inojosa.

Exemplo disso é que a companhia está estudando e se preparando para, provavelmente em 2019, implementar a inteligência artificial na subscrição. “A ideia é que ela seja praticamente online. Como somos uma companhia de menor porte, diferentemente das grandes que têm no mercado, nós precisamos ter diferenciais e essa parte de inteligência artificial trará bastante agilidade”.

Na ponta, para os corretores de seguros, cerca de 2,5 mil ativos, os cotadores estão disponíveis para 90% do portfolio, que abrange seguros patrimoniais, habitacional, multirriscos, RC Geral, RC Profissional, riscos diversos, entre outros. “Para algumas atividades, o corretor consegue cotar, mas não efetivar a proposta, pois temos que inspecionar o risco antes”, como é o caso de seguros mais complexos, como o aeronáutico.

Lançado nesse ano, o seguro penhor rural para equipamentos agrícolas – a companhia já operava com o seguro para colheitas – , também está disponível no cotador. “Antes de disponibilizarmos esse simulador para o corretor, nós fizemos uma pesquisa de mercado bem detalhada e posso afirmar que o nosso é o mais simples para cotar, o corretor leva cerca de dois minutos”, garante.

E a companhia também se prepara para novos lançamentos, voltando a atuar com o seguro de garantia e de riscos de engenharia. “Nós vamos lançar no próximo ano o risco de engenharia totalmente online, o que chamamos de engenharia simplificado. O corretor irá cotar e, dependendo do percentual, ele já consegue emitir a proposta online”.

Riscos aceitáveis

Na parte de seguros patrimoniais, desde 2015, a Excelsior passou a olhar para os riscos declináveis de forma diferente. Em um período de dois anos, eles dobraram a produção da carteira. “O segredo é que nós inspecionamos 100% dos riscos. O risco bom não depende tanto da atividade, mas do risco em si. Na carteira de property, a Excelsior está entre as três melhores sinistralidades do mercado, abaixo de 40% nos últimos anos”.

Inojosa também destaca a parte de regulação de sinistros em todos os segmentos que atuam. “A nossa velocidade é muito boa, nós prezamos muito por isso. O momento do sinistro é de grande apreensão para o corretor. Quando a seguradora resolve rápido e paga ao segurado, ele se sente confortável para trabalhar com ela e tende a colocar mais produção. É assim que temos conseguido fidelizar os corretores”.

Expansão

Com matriz em Recife (PE), a Excelsior Seguros conta com filiais em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR) e Fortaleza (CE), e representações e assessorias nas principais cidades das regiões Nordeste, Sul e Sudeste. “Apesar da matriz da companhia ser no Nordeste, a maior parte da produção é no Sudeste e no Sul, quase 80% do faturamento da companhia”.

No Centro-Oeste os corretores são atendidos pela representação em Belo Horizonte (MG) e João Carlos Inojosa adianta quais são os planos de expansão. “Estamos conversando com algumas assessorias para abrirmos uma operação em Cuiabá (MT) e outra em Campo Grande (MS). Estamos estudando isso com muito cuidado, pois somos uma companhia que tem muito os ‘pés no chão’”, finaliza.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Aconseg-SP recebe executivos da Amil - t.co/BDFRN6Wgu4

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Resseguradoras Austral e Terra Brasis fazem fusão - t.co/YJjSuYH0L2

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Austral Re e Terra Brasis Re anunciam fusão - t.co/G5ODVsA9Ks

To Top