Tecnologia & Serviços

Solutions Gestão de Seguros investe em novos serviços, reposiciona marca e espera crescer 10% em 2017

 

A corretora de seguros mineira Solutions, especializada em gestão de programas de seguros empresariais e pessoais, reposicionou sua marca e está investindo em novos serviços e campanhas. Com isso, a empresa planeja crescimento de 10% em 2017.

De acordo com dados e projeções de pesquisa realizada pela PwC Brasil para a Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg), as maiores empresas do setor devem crescer entre 9% e 11,5% em 2017. No ano passado o segmento registrou crescimento nominal (sem descontar a inflação) de 9,2% na comparação com 2015.

Segundo o empresário Sérgio Frade, presidente da Solutions, o novo posicionamento da empresa busca destacar que os serviços oferecidos não são somente de intermediação, mas também de gerenciamento de riscos, assegurando atendimento pleno aos clientes, em todas as fases do processo. “Os serviços da empresa não se limitam à simples corretagem de seguros; oferecemos um completo serviço de identificação e mapeamento de riscos, definição de coberturas, negociação com o mercado segurador, gerenciamento de riscos e pós-venda, o que envolve o acompanhamento do seguro contratado ao longo de sua vigência, incluindo os ajustes e atendimento a sinistros”, explica Frade.

Atualmente, o competitivo mercado de seguros fornece uma escala de produtos e serviços que tem implicações para o cotidiano das pessoas, das empresas e da economia. O segmento segurador protege uma grande quantidade de ativos e vidas no país e participa dos principais setores da economia nacional, ajudando a gerenciar riscos e mobilizar poupança, o que possibilita investimentos estratégicos das empresas, já que novos riscos surgem com o aprimoramento das operações comerciais, industriais e profissionais, principalmente do setor de prestação de serviços.

De acordo com Sérgio Frade, as recentes catástrofes, devido às condições climáticas, impõem aos empresários maior rigor no gerenciamento de riscos. “Empresas conscientes de seus riscos trabalham para que não seja necessário acionar uma apólice de seguro, porém os riscos inerentes ao processo podem ser monitorados e controlados, mas não eliminados”, esclarece.

Campanha de conscientização

Nessa linha, a Solutions lançou recentemente uma campanha de conscientização junto aos seus clientes para mitigação de riscos. Um dos maiores transtornos em sinistros residenciais e empresariais são os danos aos equipamentos eletroeletrônicos causados por surtos na rede elétrica: sobretensões transitórias geradas principalmente por raios, liga/desliga de máquinas e manobras de rede são algumas das causas mais comuns para os danos em seu patrimônio. Em parceria com um renomado fabricante de dispositivos de proteção contra surtos elétricos, a Solutions está disponibilizando aos seus clientes uma abordagem técnica sobre os sistemas de proteção existentes visando proteger seus equipamentos contra queimas causadas por raios e surtos elétricos.

O presidente da Solutions alerta que novos riscos também surgem com o aprimoramento das operações das empresas. Os riscos ambientais, devido às significativas alterações no meio ambiente com os vendavais, terremotos e inundações representam um enorme desafio para os seguradores e resseguradores. “Além disso, temos a nova era das startups e os chamados riscos cibernéticos, bem como as operações de expansão mundial do comércio”, destaca.

Executivos da Solutions
Marcelo Santos, Sérgio Frade, Adilson Gomes

O mercado de seguros ainda está em estágio inicial de desenvolvimento em relação a programas mundiais, mas Sérgio Frade acredita que há oportunidades para oferecer suporte às empresas. “Não existe uma única maneira correta de se proteger das exposições e riscos ao redor do mundo, pois muitos fatores são relevantes e o cenário muda diariamente. Portanto, é necessária uma abordagem que avalie os múltiplos fatores que podem impactar um programa multinacional, proporcionando a flexibilidade necessária para desenhar soluções que atendam bem as necessidades, estratégias e preferências de uma organização.”

Nesse sentido, o mercado segurador passou a oferecer o Seguro de Proteção de Dados e Responsabilidade Cibernética. Essa modalidade visa resguardar a responsabilidade (danos a terceiros) e danos próprios (danos de primeira parte) das empresas em relação a proteção, gestão e manuseio de dados pessoais ou corporativos de terceiros e às consequências das perdas/vazamentos de dados. Além de proteger dados virtuais, o seguro também protege dados físicos, contidos, por exemplo, em documentos (papel), custos de defesa – honorários advocatícios e outras custas judiciais, incorridos na defesa ou recurso de um procedimento civil, regulatório, administrativo ou criminal – além de eventual indenização referente à responsabilização de uma violação de dados, contaminação de dados em decorrência de código malicioso, negação de acesso inadequada (DoS-Denial of Service Attack), roubo de código de acesso ou hardware, além da destruição, modificação, corrupção, dano ou eliminação de dados armazenados.​

Crédito Wagner Diló Costa

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

“Corretor não vende seguros, ele é um comprador de seguros” e tem um grande papel no combate à fraude - t.co/zq9tkL0uOZ

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

AllCare vence Prêmio SMART Customer 2020 - t.co/7ZNjBJdm36

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Susep publica norma que simplifica o atendimento aos consumidores do setor de seguros - t.co/WnTIVVH442

To Top