Revista da Aconseg-SP

Momento mostra o quanto o corretor é fundamental

 

Segundo o presidente, a missão da Aconseg-SP é manter as assessorias fortes, unidas e prontas para continuar a atender, capacitar e ajudar no crescimento dos corretores

Helio Opipari Junior assumiu a presidência da Aconseg-SP para o biênio 2020/2021 em um dos momentos mais desafiadores, não só para o mercado de seguros, mas para toda a humanidade por conta da covid-19.

Diante da pandemia, ele mostra sua preocupação primeiro com a vida e saúde da população e com a queda na atividade econômica. “É fundamental seguirmos as orientações governamentais e da própria Organização mundial da Saúde (OMS), e ficarmos atentos às medidas que vêm sendo anunciadas pela área econômica que minimizam o impacto na queda de nossos negócios”.

Segundo Helinho, como é conhecido, as 33 associadas rapidamente passaram para o regime de home office. “Criamos um canal de comunicação com todas associadas onde constantemente conversamos, trocamos experiências e discutimos as medidas que seguradoras e operadoras vêm tomando. Temos certeza que, com a resiliência característica do mercado segurador, enfrentaremos esse momento e, no final, estaremos mais fortes, unidos e prontos para continuar a nossa missão de atender, capacitar e auxiliar no crescimento dos corretores de seguros”.

Por ter como modelo de negócio os atendimentos e treinamentos presenciais aos corretores, a Aconseg-SP se adaptou rapidamente, utilizando ferramentas tecnológicas, principalmente de comunicação. “Neste momento, o nosso canal aberto com as associadas tem sido de grande valia, temos trocado experiências, encontrado soluções para todo o grupo e compartilhado com nossos 15 mil corretores. Com isso, estamos conseguindo manter um atendimento bastante satisfatório”.

Para Helinho, o grande legado deste momento para o setor é a confirmação de que a presença do corretor de seguros é fundamental no atendimento ao segurado. “Com toda a tecnologia que mostrou ser uma grande aliada a todos nós, o corretor de seguros está presente orientando, apoiando e aconselhando o segurado em um momento de incertezas. Este profissional resiliente, agente do bem-estar social humanizou esta relação e as assessorias assumiram o seu protagonismo, disponibilizando a esses parceiros de negócios um atendimento digital e humanizado”.

Atuação de vanguarda

Helinho possui formação em Engenharia Mecânica de Produção. A carreira no mercado de seguros teve início na Perfecta Serviços Técnicos, pertencente ao grupo SulAmérica Seguros. Em 1989, ele recebeu o convite da Senra Associados, primeira assessoria a ser criada no Rio de Janeiro, no modelo de prestadora de serviço técnico e comercial aos corretores.

“Criar uma base de corretores naquele momento era um grande desafio porque havia resistência em virtude de problemas enfrentados pelas plataformas. Mas víamos uma grande oportunidade, já que as seguradoras iniciavam um movimento de terceirização de algumas atividades e processos, e acreditávamos que as assessorias seriam fortes aliadas neste novo momento”.

Em 2005, em companhia do pai Helio Opipari, já aposentado pela SulAmérica, criou a Opipari Assessoria em São Paulo.

“Hoje, é uma grande satisfação ver a Opipari com uma base de 1,3 mil corretores operando com as principais seguradoras e operadoras, e o mercado de assessorias com o apoio da Aconseg-SP, consolidado com 33 assessorias no estado de São Paulo”.

Esse contentamento se dá pelo fato de que ele respira seguro desde criança. “Meu pai sempre envolveu e compartilhou com toda a família as suas experiências. Isso foi um grande aprendizado para mim”.

Helinho leva muito em consideração as análises e os conselhos de seu pai, uma das figuras mais emblemáticas do setor, que possui 90 anos, 73 dedicados ao mercado segurador, principalmente na área comercial atendendo o corretor.

As suas análises e conselhos são muito valiosos. Por isso, a presença dele é uma lição diária para toda a empresa”.

Com toda a transformação socioeconômica e disruptura, Helinho vê o quanto o pai está correto quando diz que o corretor, com sua resiliência, não morrerá, desde que compreenda as mudanças e esteja aliado às novas tecnologias.

Conteúdo da edição número 49 (janeiro/fevereiro/março/abril de 2020) da Revista da Aconseg-SP

Comentários

Newsletter



Facebook

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Nasce em Brasília uma nova assessoria em seguros - t.co/R0o5Opjkd0

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Estamos ao vivo no YouTube com Sérgio Magalhães, sócio da TASS Brasil, num bate-papo sobre o modelo de negócios e a… t.co/k2oxkipSMT

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Confiança do consumidor aumenta, mas é preciso cautela - t.co/rwEpvbxb0H

To Top