Auto & Serviços

O valor do seguro dos carros mais vendidos do Brasil em junho

 

 

Sete dos dez veículos da lista registram queda no preço do seguro para mulheres; Kwid tem a cotação média mais barata para o público masculino e HB20 para o feminino 

São Paulo, julho de 2020 – A Minuto Seguros, uma das principais corretoras do País e líder no segmento de seguros online, acaba de realizar um estudo com base na lista divulgada pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) com os carros mais vendidos no Brasil em junho. 

O Onix, da Chevrolet, completa mais um mês na liderança do ranking dos carros mais vendidos do Brasil se recuperando em partes da queda nas vendas registrada desde o início da pandemia de coronavírus. Em junho, foram 6.234 unidades comercializadas, quase o dobro dos números contabilizados em maio.   

Com relação ao preço médio do seguro do Onix, houve queda de 4,8% para o público feminino em relação a maio. Em junho, o valor entre as capitais cotadas para elas ficou R$ 1.479 contra os R$ 1.553 levantados no mês anterior. Para os homens, a média das cotações teve elevação de 5,3%, passando de R$ 1.852, em maio, para R$ 1.949, em junho.   

Pelo terceiro mês consecutivo, o HB20 ficou atrás apenas do Onix em quantidade de veículos comercializados. No que diz respeito ao valor do seguro, a notícia é excelente para as mulheres, já que preço médio ficou 9,5% mais barato em comparação a maio, o que fez com que o modelo da Hyundai registrasse o menor valor do seguro entre os mais vendidos para o público feminino: R$ 1.317. Destaque para a cotação de São Paulo, que ficou em R$ 1.168, o que significa uma redução de 21,2% em relação ao último mês. Para os homens, foi registrada uma leve elevação de 2,6% entre todas as capitais utilizadas no levantamento.  

Fora do Top 10 em maio, o T-Cross surpreendeu e assumiu a terceira colocação entre os carros mais vendidos do Brasil em junho. No quesito preço médio do seguro, o modelo da Volkswagen registrou elevação para ambos os públicos em relação a maio: 3% para os homens e 17,5% para as mulheres. No entanto, tanto o perfil masculino quanto o feminino tiveram reduções nas cotações em São Paulo, 3,9% e 9,7%, respectivamente. 

Compass volta ao Top 10 com queda de até 19,7% no preço do seguro; Creta também registra redução na média das cotações 

Uma das novidades no ranking dos carros mais vendidos do Brasil de junho foi o retorno do Compass ao Top 10, em que não havia aparecido nenhuma vez em 2020. Além de voltar a figurar na lista, outra boa notícia envolvendo o modelo da Jeep foi a redução do preço médio dos seguros. Para os homens, o valor ficou 14% mais barato, saindo dos R$ 4.635 de maio para R$ 3.991. No caso do público feminino, a queda foi ainda maior: 19,7%.  

Outro modelo a estrear entre os 10 primeiros no ano foi o Creta, que também registrou redução no preço do seguro para ambos os públicos. A média das cotações para o modelo da Hyundai ficou 2,2% menor para o perfil masculino e 18,7% para o feminino. Em maio, as mulheres pagavam, em média, R$ 2.589 pelo seguro do veículo, enquanto em junho, o valor ficou em R$ 2.105.  

Fora da lista no mês de maio, outro modelo da Jeep mostrou um salto nas vendas em junho. O Renegade ficou com a quarta colocação do ranking, mas ao contrário do Compass, apresentou uma leve elevação no preço médio do seguro: 1% para os homens e 3% para as mulheres. Enquanto isso, na quinta posição, o Tracker, da Chevrolet, registrou queda de 8,5% no preço médio do seguro para o público feminino em relação a maio: passou de R$ 2.772 para R$ 2.536. Já para o perfil masculino houve aumento de 17,4%.    

Acostumado a ficar entre os 10 carros mais vendidos do Brasil, o Gol, que terminou o mês na sexta posição, registrou mais uma vez uma queda no valor médio do seguro para as mulheres, na ordem de 12,5%. Em junho, o preço entre as capitais cotadas para elas ficou em R$ 1.514. No que diz respeito aos homens, foi registrada uma elevação de 2,8%. 

Na sétima colocação entre os mais vendidos, o Kwid teve mais uma ótima notícia com relação ao preço do seguro: redução no valor para ambos os públicos. Para as mulheres, a queda foi de 8,7%, já que a média das cotações passou de R$ 1.454, em maio, para R$ 1.318, em junho. No caso dos homens, o prêmio do seguro ficou 2% menor em comparação ao levantamento anterior. Com o valor de R$ 1.728, a mini-SUV da Renault fechou o mês com o preço médio do seguro mais barato dentro do Top 10 para o perfil masculino.  

Presente entre os três primeiros colocados no ranking dos mais vendidos de outubro de 2019 até janeiro de 2020, o Ford KA não para de cair dentro do Top 10 e terminou junho na oitava posição. No que diz respeito ao preço médio do seguro, chama a atenção a redução de valores para o público feminino em São Paulo e no Rio de Janeiro. Na capital paulista, o valor passou de R$ 1.448, em maio, para R$ 1.304, em junho, queda de cerca de 10%. Na cidade carioca, a redução foi de 11,4%.  

Análise do preço do seguro dos mais vendidos 

O preço médio do seguro de todos os 10 veículos da lista entre as capitais cotadas em maio foi de R$ 2.504 para os homens, cerca de 14,6% mais alto do que o registrado em maio. Para as mulheres, considerando este quesito, o valor médio foi de R$ 1.974 e representou uma elevação de 6,8% em comparação ao mês anterior.  

O valor médio do seguro mais barato para o público masculino, em maio, ficou com o Renault Kwid. No levantamento realizado, os homens pagam R$ 1.728. Enquanto isso, o posto de valor médio do seguro mais alto ficou com o Compass: R$ 3.991. Para as mulheres, o menor preço médio do seguro registrado em janeiro foi o do HB20: R$ 1.317. O mais caro foi, assim como para o público masculino, o Compass: R$ 3.302.   

Para realizar o estudo, a Minuto Seguros considerou como perfil um condutor homem e uma condutora mulher, de 35 anos, ambos casados. Foram avaliados os preços dos seguros em cinco capitais: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS) e Fortaleza (CE). 

Quem paga menos pelo seguro? 

Dentro destes perfis mencionados, o preço do seguro para o HB20 é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas para homens. O valor mais alto está em Porto Alegre, com R$ 2.014, e o menor em Fortaleza, por R$ 1.779, uma distância de R$ 235. No contraponto de diferença de valores, ainda citando o público masculino, o Compass é o que possui a maior diferença entre estados: R$ 2.500. A mais alta no Rio de Janeiro, R$ 5.770, e a menor em Porto Alegre, com R$ 3.269. Para os homens, Fortaleza é a cidade com seguro mais barato: quatro dos dez carros. Nos seguros com valores mais altos, Rio de Janeiro e Porto Alegre são as cidades que detêm os maiores preços: cinco modelos cada uma. Goiânia registrou o menor preço entre todos os modelos cotados no perfil masculino: R$ 1.556 para o Kwid. O preço médio do seguro para homens, em São Paulo, para os 10 carros mais vendidos é de R$ 2.222. Já no Rio de Janeiro, o valor é de R$ 2.935. 

Agora, falando no perfil feminino, o Kwid é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas, com uma diferença de R$ 237, do valor mais alto, que está em Porto Alegre, com R$ 1.402, para o mais baixo, que está em Goiânia, com R$ 1.165. Em outra comparação, o T-Cross ficou com a maior distância de valores: R$ 1.462. A maior em Porto Alegre, com R$ 2.950, e a menor em São Paulo, com R$ 1.488. No âmbito do público feminino, a capital paulista é a cidade com o seguro mais barato: sete dos dez carros. Já os valores maiores estão concentrados em Porto Alegre: seis dos dez veículos cujo seguro tem maior preço ficam na capital gaúcha. O menor valor entre todos os modelos e capitais cotados no perfil feminino ficou com Goiânia: R$ 1.165 para o Kwid. O preço médio do seguro em São Paulo, para as mulheres, ficou em R$ 1.695 e no Rio de Janeiro, R$ 2.219.

 

 

Detalhes da cotação

Capitais: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS) e Fortaleza (CE).

Seguradoras: Azul, Alfa, Aliro, Allianz, Bradesco, HDI, Itaú, Liberty, Sompo Seguros, Mapfre, Mitsui, Porto Seguro, Tokio Marine, Sulamerica e Zurich.

Perfil: Homem e mulher, 35 anos, casado(a).

Plano: Cobertura de terceiros de R$ 100 mil.

*As cotações utilizadas no texto são as de menor valor dentro dos perfis cotados com as seguradoras.

 

Comentários

Newsletter



Facebook

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Nasce em Brasília uma nova assessoria em seguros - t.co/R0o5Opjkd0

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Estamos ao vivo no YouTube com Sérgio Magalhães, sócio da TASS Brasil, num bate-papo sobre o modelo de negócios e a… t.co/k2oxkipSMT

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Confiança do consumidor aumenta, mas é preciso cautela - t.co/rwEpvbxb0H

To Top