Seguros Gerais

IRB Brasil RE divulga dados de julho enviados à Susep

 

 

Ressegurador publicou em seu site de Relações com Investidores planilha que apresenta as mesmas informações no modelo já conhecido por acionistas e analistas. Prêmios emitidos cresceram 100,8% em relação a julho do ano passado e houve expressiva melhoria na sinistralidade, de 97,1% e de 73,2% quando excluídos os negócios descontinuados.  

Rio de Janeiro, 23 de setembro de 2020 – O IRB Brasil RE informou nesta terça-feira (22/09) que enviou à Superintendência de Seguros Privados (Susep), por meio do Formulário de Informações Periódicas (FIP), os dados financeiros do mês de julho. Mais uma vez, para facilitar o entendimento, já que o FIP atende às exigências do plano de contas exigido pelo regulador, a companhia publicou em seu site de Relações com Investid ores uma planilha que traz as mesmas informações no modelo já praticado pelo ressegurador em suas divulgações periódicas, chamado de visão negócio. Os dados, referentes aos meses de janeiro a julho de 2020, estão sujeitas a mudanças, pois os números do mês de julho não foram auditados.   

De acordo com o comunicado enviado aos acionistas e ao mercado, em julho, o Faturamento bruto (prêmio emitido) do IRB Brasil RE atingiu R$ 1.546,6 milhões, um crescimento 100,8% em relação a julho do ano passado, sendo R$ 1.015,0 milhões no Brasil e R$ 531,6 milhões no exterior. No Brasil, o crescimento foi de 133% em relação a julho de 2019 e, no exterior, de 58,8%. O faturamento de competência de julho/20 (prêmio ganho) totalizou o R$ 657,6 milhões.  

A despesa com sinistros alcançou R$ 638,3 milhões, com um índice de sinistralidade (relação entre a despesa com sinistros e o prêmio ganho) de 97,1% no mês de julho, revertendo sensivelmente a tendência observada no primeiro semestre de 2020, que apresentou uma sinistralidade de 108%. Quando excluídos os sinistros dos negócios descontinuados em julho, ou seja, que tiveram seus contratos cancelados ou não renovados, esse índice cai para 73,2%.   

De acordo com o IRB, em julho, o prejuízo líquido reportado foi de R$ 62,4 milhões. Excluindo-se o impacto dos negócios descontinuados, o ressegurador apresentaria lucro líquido de R$ 36 milhões. Já o resultado de subscrição foi negativo em R$ 137,6 milhões, devido à elevada sinistralidade dos negócios descontinuados, no valor de R$ 160,8 milhões. O índice de despesas administrativas fechou em 3,4%, enquanto o Índice de Resultado Financeiro e Patrimonial alcançou 10% do prêmio ganho.  

“Seguimos firmes com o objetivo de dar total transparência aos dados da companhia e, novamente, estamos disponibilizando os dados enviados à Susep em nosso site, em linguagem que acionistas e analistas já estão acostumados. Trabalhamos no caminho do crescimento sustentável, com a geração de valor de longo prazo”, diz o CEO e presidente do Conselho de Administração do IRB Brasil RE, Antonio Cassio dos Santos.  

A planilha completa com os dados históricos disponibilizados pelo IRB pode ser acessada no endereço https://ri.irbre.com/informacoes-financeiras/dados-historicos/.  

 

 

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Inovação - Continental Assessoria abre nova frente de atuação e cria Projeto BackOffice para os corretores de segur… t.co/9jOKBNEkRb

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Gerenciamento de riscos - Evolução tecnológica está diretamente ligada às fraudes: ferramenta é eficaz no combate,… t.co/B2oR6zD5gI

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Destacar constantemente a sua marca é importante para o corretor construir uma imagem de confiança perante os segur… t.co/onAUSiYwSy

To Top