Cobertura Especial

“Vamos ter que nos reinventar, pensando melhor e ouvindo mais os corretores para sabermos como eles querem ser atendidos”, comentou Eduardo Dal Ri

 

Confira no Canal Cobertura no YouTube a íntegra do bate-papo entre os executivos de seguradoras, lideranças das Aconsegs e profissionais de assessorias durante o 2º Encontro Magno das Aconsegs

Por Karin Fuchs

Um novo modelo de trabalho e de atuação foi colocado por Eduardo Dal Ri,  diretor comercial da Allianz, como uma necessidade nesses novos tempos. “Isso já está sendo desenvolvido pela Allianz globalmente, a partir de informações de vários outros países. Nós estamos repensando em como sermos mais eficientes e todos os mercados terão que repensar nisso”. 

Ele participou do 2º Encontro Magno das Aconsegs, realizado pela Assessorias e Consultorias de Seguros do Estado de Minas Gerais (Aconseg-MG), no primeiro dia do evento, em 22 de setembro. “Esqueçam um pouco que trabalhamos com seguro, o cliente está comprando mais on-line, ele tem mais informação e irá demandar mais de cada canal. E o corretor começará a pensar se não vale a pena trabalhar diretamente com a seguradora ou através de uma assessoria”, afirmou.

Segundo ele, os corretores só irão trabalhar com as assessorias que realmente tiverem prestando um serviço e que apresentarem propostas de valor para eles. “Não sobrará assessorias, nem corretores e nem seguradoras que só se preocupam em faturar, tirar pedidos e olhar relatórios. Todos terão que se reinventar nessa cadeia de valor de seguros”.

Dal Ri acrescentou que não acredita que o corretor e as assessorias irão acabar. “Essa história já ficou no passado, mas sem dúvida, nós seremos cada vez mais exigidos e demandados pelos clientes. E falando do público das assessorias, isso se dará pelos corretores. Vamos ter que nos reinventar, pensando melhor e ouvindo mais os corretores para sabermos como eles querem ser atendidos. Quando eles e os clientes deixarem de nos questionar, perderemos a guerra, mas ouvi-los antes que isso aconteça é um ótimo ponto de partida”.

Integração

Na ocasião, Dal Ri falou sobre o atual processo de integração da compra das operações de Automóvel e Ramos Elementares da SulAmérica, que foi concluída em julho. “Não é um integração simples, pois a Allianz quer ser uma empresa nova, absorver exatamente o que ela comprou. Para isso, sistema de frota está sendo preparado e sistema para as assessorias. Acredito que hoje somos a seguradora que mais trabalha com as assessorias, são cerca de 62 espalhadas pelo Brasil”. 

Outra tarefa atual é a de integração de produtos e sistemas Allianz. “Isso é importante, pois trará sinergia, que nada mais é do que fazer 1+1 de custos ser menor do que 2. Adiante, a companhia será mais eficiente, com produtos mais adequados e com uma estrutura de custo que trará uma competitividade melhor para clientes, corretores e assessorias”.

Perdeu o Encontro das Aconsegs? Confira a transmissão no Canal da Revista Cobertura no YouTube. Aproveite e se inscreva em nosso canal.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Inovação - Continental Assessoria abre nova frente de atuação e cria Projeto BackOffice para os corretores de segur… t.co/9jOKBNEkRb

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Gerenciamento de riscos - Evolução tecnológica está diretamente ligada às fraudes: ferramenta é eficaz no combate,… t.co/B2oR6zD5gI

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Destacar constantemente a sua marca é importante para o corretor construir uma imagem de confiança perante os segur… t.co/onAUSiYwSy

To Top