Cobertura Especial

Um sonho realizado por apólices de seguros de vida

 

A história de um jovem de periferia que transformou a sua marca, a KondZilla, em uma renomada holding

Por Karin Fuchs

Criador e diretor de Sintonia, série que mostra a realidade dos jovens de periferia, reconhecida pela crítica como a melhor série brasileira e a maior audiência da Netflix em 2019, Kanrad Cunha Dantas, mais conhecido como KondZilla, teve o seu sonho realizado com apólices de seguros de vida. 

Nascido na comunidade Vila Santo Antônio, no Guarujá (SP), e filho de professores, desde pequeno ele achava que com a música conseguiria dar uma vida mais confortável para ele e sua família. “Comecei a produzir algumas batidas de rap e achava que conseguiria viver do meu sonho, trabalhar com música, cantando e produzindo. Chamava alguns artistas da igreja para fazer os acordes. Eu não sabia fazer um acorde, então pensei: não sou um produtor musical, sou um apertador de botão. Comecei a fazer alguns cursos e com 18 anos trabalhava com design, mas fazia uns trabalhos amadores”.

O pai lhe ajudou a pagar alguns cursos e o sonho dele foi maior: ele queria fazer um curso de computação gráfica 3D, em São Paulo. A mãe, funcionária da Prefeitura do Guarujá, lhe ofereceu ajuda, mas ele sabia que ela não tinha condições financeiras. Três meses depois dessa conversa, KondZilla perdeu a sua mãe. “Ela tinha feito três seguros de vida, eu acionei os seguros e com essa grana foi a primeira oportunidade que tive de estudar o que eu sempre sonhei. Fui para São Paulo fazer alguns cursos, entre eles, cinema 3D, computação gráfica, composição de efeitos visuais e fotografia”.

KondZilla lembra que desde os 10 anos, a sua mãe lhe mostrava onde guardava o cartão do banco, as apólices de seguros de vida e com quem ele deveria falar se ela viesse a faltar. “Chorava todas as vezes que ela fazia isso comigo. Tive uma força muito legal da Prefeitura (do Guarujá), eles me informaram sobre outro seguro que ela tinha, feito por todos os funcionários públicos. Fui para São Paulo estudar computação gráfica, essa é a parte da história que transformou a minha vida graças a esse recurso que a minha mãe deixou para mim”.

Em 2011, ele iniciou sua carreira produzindo vídeos de esporte e de música, no YouTube e ficou tão conhecido como os artistas que ele produzia. Hoje, ele produz cerca de 370 clipes por ano. Há nove anos, ele mistura a indústria da música com a publicidade, promovendo os talentos das favelas para o mundo. Desde 2016, KondZilla faz palestras nos principais fóruns de inovação, criatividade e tecnologia, e transformou a sua marca, a KondZilla, em uma holding de empresas de produção audiovisual, gravadora, portal de conteúdo, agenciamento artístico e marca de roupas. 

“Tudo isso por causa de uma história de seguros de vida. Talvez se a minha mãe não tivesse pensado nisso quando eu tinha 10 anos, não tivesse me orientado e me ensinado que educação seria a base para eu me transformar, eu achava que seria pela música, mas hoje acabou sendo música associada à educação. Educação foi uma parcela muito grande na minha vida e eu só consegui continuar os estudos e a companhia que temos hoje através não apenas de um, mas de alguns seguros de vida que minha mãe garantiu para mim e para o meu irmão”. Essa história bem-sucedida foi contada por KondZilla, no 3º Congresso Potencialize MAG Seguros.

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Mercado de seguros gaúcho segue com boas perspectivas em 2021 - t.co/2RvMDgPdh4

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Performance das assessorias é destacada em live do CCS-SP - t.co/AuyzZnGETL

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

5 dicas para o corretor de seguros manter a performance - t.co/d1JLvXYGgi

To Top