Artigos

Mercado de refurbished possibilita às seguradoras economia de té 70% com conserto de celulares

 

 

* Tatiana Moura

Com preços exorbitantes e roubos cada vez mais frequentes, o seguro do aparelho celular tornou-se quase que obrigatório. Dificilmente alguém que paga mais de R$2,5 mil em um aparelho, sai da loja sem estar assegurado contra roubo, furto e danos acidentais. Afinal, nunca se sabe o que irá encontrar na próxima esquina!

Tatiana Moura

Uma pesquisa realizada pela Federação de Seguros Gerais (FenSeg), comprova que o consumidor está convencido de que o seguro para celular é uma necessidade primordial. Desde o início do isolamento social, em março do último ano, a contratação deste tipo de apólice subiu em 90%. Dos 45 milhões de aparelhos vendidos no Brasil em 2020, 15% estão assegurados. Um mercado com grande potencial de crescimento; e sai na frente as seguradoras que conseguirem se destacar ao oferecerem um serviço de qualidade a um bom custo-benefício. Apostar no refurbished pode ser o caminho para tal conquista.

O refurb, como o termo é conhecido, nada mais é que a reparação e revenda de aparelhos usados; movimento comum em países como EUA e Europa, que vem ganhando espaço no Brasil e pode ser bastante explorado pelas seguradoras. Hoje em dia, quando o celular cai no chão e a tela quebra é normal fazer a troca de todo o LCD. Porém, na maioria dos casos, não é necessário. O conserto do vidro é o suficiente e pode gerar uma economia de até 70% em caso de danos acidentais.

Mas então por que esse mercado é ainda pouco explorado? A resposta é simples! Faltam assistências que realizam esse tipo de conserto. É um processo que requer conhecimento, bons insumos e mão de obra qualificada. Por isso, apesar de ser algo mais vantajoso para seguradora e cliente – já que a troca do LCD pode ocasionar em danos no touch do aparelho -, é preciso se certificar que a troca do vidro seja feita de maneira segura.

O processo atual é o seguinte: o cliente precisa apresentar 3 laudos à seguradora, que optará pelo mais barato e depositará o dinheiro na conta do contratante. Esses valores, quando falamos de troca de LCD, gira em torno de R$ 1,5 mil, dependendo do modelo do aparelho. Se a segurado tiver uma assistência parceira e confiável para realizar a troca apenas do vidro, ela conseguirá obter uma economia de até 70%.

As vantagens do refurbished são diversas e, por isso, tenho notado um interesse cada vez maior por parte das seguradoras. A diferença na economia é tão significativa, que pode gerar, inclusive, mudanças nas margens de cobrança da franquia obrigatória, quando o seguro é acionado, atraindo cada vez mais consumidores para este tipo de serviço.

 

 

* Bacharelada em Redes de Computadores e Gestão de TI pela Uniradial, Tatiana Moura está há 22 anos atuando no mercado da tecnologia. Em 2017, a profissional fundou a FixOnline, grupo especializado em troca de vidro de celulares, e hoje comanda um negócio com faturamento superior a R$5 milhões.

 
     

 

Comentários

Newsletter



Facebook

Instagram

Twitter

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Allianz unifica carteiras após aquisição das operações de Auto e Massificados - t.co/M0Tx3YhVvz

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Porto Seguro conta agora com serviço de telemedicina Einstein Conecta - t.co/q1GuusPvV9

Revista Cobertura's Twitter avatar
Revista Cobertura
@RevCobertura

Entram em vigor hoje novas medidas de prevenção de lavagem de dinheiro no setor de seguros - t.co/697uhhMOOl

To Top